Obtenha a sua cidadania italiana e realize seu sonho

cidadania-italiana-divisor

ENTRE EM CONTATO COM A NOSSA EQUIPE HOJE MESMO E RECEBA UMA CONSULTA GRATUITA

Para obter a cidadania italiana colocamos à sua disposição uma equipe de profissionais italianos e brasileiros, com o objetivo de transformar o seu sonho em realidade, restabelecendo os laços de sangue da sua família de origem e da sua pátria.
Oferecemos assistência e apoio aos descendentes de imigrantes italianos, a fim de redescobrir essa conexão com a antiga família de origem e com a antiga cidadania. Desta forma, perseguimos também aquele forte sentimento de sonho e aventura que foi a força motriz dos seus ancestrais quando saíram da Itália.

Somos especializados em processos administrativos e judiciais para os brasileiros que desejam obter a cidadania italiana. Cidadania por nascimento, por sangue, por caminho paterno ou materno, por casamento.

Para obter a cidadania italiana não é necessário viajar para a Itália!

Obtenha a cidadania italiana mesmo permanecendo no Brasil: basta assinar, em qualquer Cartorio Brasileiro, uma procuração para o advogado italiano, que irá propor um processo legal na Itália, que durará cerca de um ano e meio. Este processo é possível tanto no caso de descendência materna, ou seja, no caso do seu ancestral ser uma mulher nascida antes de 1948 (neste caso o processo judicial é obrigatório), como no caso de descendência paterna, ou seja, quando o ancestral emigrante era um homem. Também neste último caso, de fato, é possível obter a cidadania por processo judicial: sendo possível pedir ao juiz italiano o reconhecimento de sua cidadania devido ao Consulado não ser capaz de concluir adequadamente o procedimento administrativo nos tempos previstos.
Podemos, portanto, obter rapidamente a cidadania italiana mesmo no caso de descendência masculina, através de um procedimento judicial que lhe permite “pular a fila” no consulado. De fato, enquanto o tempo médio de espera nos consulados muitas vezes ultrapassa 10 anos, através deste procedimento será possível obter a cidadania em cerca de um ano e meio.

Caso queira haver mais detalhes, entre em contato conosco sem compromisso.

Nossos serviços

Para obter a cidadania italiana é necessário seguir alguns procedimentos burocráticos e ter documentos oficiais. Nossos especialistas estão aptos a ajudá-lo passo a passo com a sua solicitação da cidadania italiana.

Cidadania inclusiva

Uma assistência completa para que se obtenha a cidadania italiana no menor tempo possível. Um serviço completo que inclui pesquisa genealógica e documental, a fim de obter todos os documentos necessários, bem como assistência jurídica durante os procedimentos a serem empreendidos para a obtenção da cidadania.

Procedimento salta-fila

O procedimento judicial cum salum por via materna e por via paterna por grave atraso administrativo.

Procedimento da linha feminina (1948)

O procedimento judicial para a linha feminina com a antenata nascida antes de 10 de janeiro de 1948.

Procedimentos administrativos

No caso de linhagem paterna, ou no caso de descendentes de uma linha materna nascidos após 10 de janeiro de 1948.

Pesquisa genealógica

A pesquisa genealógica na Itália para a obtenção de documentos representa a fase preliminar e mais importante para o reconhecimento da cidadania Jure Sanguinis.

Pesquisa e tradução de documentos

Pesquisa e tradução documental no Brasil, com o objetivo de encontrar a documentação necessária para realizar os procedimentos de solicitação.

Cidadania por casamento

Aquisição da cidadania italiana através do casamento com um cidadão italiano.

Documentos necessários

Os pedidos de reconhecimento da cidadania italiana nos termos do Artigo 1 da Lei 13 de junho de 1912, n. 555 devem ser acompanhados dos seguintes documentos com apostila e tradução juramentada apostilada:

    • extrato da certidão de nascimento do antepassado italiano emigrado no exterior, emitida pela Prefeitura italiana onde ele nasceu;
    • certidões de nascimento de todos os seus descendentes em linha reta, incluindo a da pessoa que reivindica a cidadania italiana;
    • certidão de casamento do antepassado italiano emigrado no exterior;
    • certidões de casamento de seus descendentes, em linha reta, incluindo a dos pais da pessoa que reivindica a cidadania italiana;
    • C.N.N. (Certificato Negativo di Naturalizzazione): certificado emitido pelas autoridades competentes do Estado estrangeiro de emigração atestando que o antepassado italiano que emigrou da Itália não adquiriu a cidadania do Estado estrangeiro de emigração antes do nascimento de seu descendente subseqüente;
    • carteira de identidade e certificado de residência.
tirar cidadania italiana

Mais sobre a cidadania italiana

Cidadania jure Sanguinis

A transmissão da cidadania italiana jure sanguinis (não naturalização) é transmitida do antepassado italiano nascido na Itália à seus descendentes.

Saiba mais

Dupla Cidadania

A cidadania italiana até 15 de agosto de 1992 era exclusiva, mas já havia uma exceção que permitia a dupla cidadania para filhos de italianos que viviam no exterior.

Saiba mais

Passaporte italiano

Um passaporte italiano é um dos mais requisitados no mundo e dá aos seus titulares acesso à muitas vantagens de viagens, saúde, estudo e trabalho.

Saiba mais

Uma equipe de especialistas à seu serviço

Somos especializados no processo de obtenção da cidadania italiana para brasileiros, mas também trabalhamos com outras nacionalidades. Estaremos ao seu lado desde o início até a etapa final, para que se possa obter a cidadania italiana da maneira correta, realizando o seu sonho. Saiba mais sobre nossa equipe.

tirar cidadania italiana

Perfeito

Obrigada a toda a equipe de profissionais do Fazer Cidadania Italiana porque queria obter a cidadania graças à minha avó. Encontrei pessoas confiáveis, dedicadas e muito prestativas. O serviço foi perfeito!

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

cidadania-italiana-divisor

A cidadania é um direito absoluto e imprescindível, que é determinado seguindo um procedimento específico. Um passaporte, por outro lado, é apenas um documento de viagem.

A cidadania italiana iure sanguinis é transmitida pelo ancestral (isto é, bisavô), homem ou mulher, nascido no território italiano de pais italianos, aos descendentes subseqüentes, sem interrupção e sem limite de gerações. Para reconhecer a cidadania italiana ao último descendente, ou seja, ao atual requerente da cidadania, é necessário provar, por meio de documentos de estado civil de relevância pública, toda a cadeia de descendência do antepassado italiano que emigrou para o Brasil, desde a certidão de nascimento deste último em um município italiano, até a certidão de nascimento do último descendente.

A cidadania é reconhecida pelo Estado italiano e em virtude da lei italiana. No caso de processos judiciais, o Tribunal de Roma é competente. No caso de processos administrativos, a autoridade competente é: no caso de residência no exterior, o Consulado italiano; no caso de residência na Itália, a Prefeitura italiana onde se reside.

Em caso de descendência de uma linha feminina, se a descendência (isto é, a data de nascimento dos filhos) de uma mulher italiana for anterior a 01/01/1948, só será possível o reconhecimento por um tribunal na Itália; se a mesma descendência for posterior a 01/01/1948, em vez disso, o procedimento para o reconhecimento da cidadania italiana será através do procedimento administrativo no Consulado.

Em caso de descendência por linha masculina e feminina, se a descida for posterior a 01/01/1948 (não obstante a possibilidade do procedimento administrativo de residência em um município italiano) é necessário apresentar um pedido administrativo ao Consulado italiano; posteriormente, a fim de evitar o gravíssimo atraso administrativo do Consulado, será possível apresentar um procedimento judicial na Itália.

O procedimento judicial permite que o requerente, permanecendo no Brasil, obtenha o reconhecimento de sua cidadania em cerca de um ano e meio, evitando assim as longas esperas (cerca de 10-12 anos!) no Consulado: desta forma será possível EVITAR a fila no Consulado. Além de economizar tempo, também será possível economizar muitos custos e despesas, pois para apresentar o pedido ao juiz italiano não é absolutamente necessário que o requerente viaje para a Itália (mudando assim sua vida). Outra enorme vantagem da via judicial é a de poder propor uma aplicação judicial cumulativa, sem limitação de número, para todos os descendentes da mesma família (ou do mesmo antepassado emigrante): além disso, quanto mais candidatos houver neste processo, menores serão os custos por pessoa. Estes custos, além disso, são muito inferiores aos do procedimento administrativo de residência na Itália: se, de fato, todos os membros da família decidissem vir e residir na Itália, os custos seriam certamente muito elevados.

Leia todas as nossas perguntas mais freqüentes divididas por seção. Se você não encontrar nenhuma informação, escreva-nos sem compromisso e ficaremos felizes em ajudá-lo.

Entre em contato conosco agora sem compromisso e você receberá uma consulta gratuita e uma análise inicial de viabilidade.
CONTATOS AGORA